Projetos CMDCA Sorocaba

Conheça as Organizações e os Projetos Inscritos em Sorocaba

Aprovados 2019

Please reload

APADAS - ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS DEFICIENTES AUDITIVOS DE SOROCABA

Projeto: CONTAR , CANTAR E (RE)CONSTRUIR  ESTÓRIAS

 

JUSTIFICATIVA

Segundo a OMS (2005 a deficientes auditiva é a 3ª deficiência mais incidente correspondendo a 1.5% da população brasileira. Segundo dados do MEC (2006) dentre os 406 mil deficientes auditivos em idade escolar no Brasil, somente 56 mil (13%) cursaram a educação básica no ano de 2003. No ensino médio este número caiu para dois mil e, nas universidades, para 300.

As crianças e adolescentes com deficiência auditiva atendidos no programa de reabilitação da APADAS encontram-se em situação de vulnerabilidade pela dificuldade de comunicação e participação na família, escola e comunidade em geral. Esta condição é agravada pela condição de vulnerabilidade social da família: nível sócio econômico cultural baixo, baixa compreensão de leitura o que dificulta o acesso a informação e participação na comunidade e, ainda, com pouco ou nenhum acesso a atividades culturais que sejam facilitadores do desenvolvimento ou manutenção da comunicação.

A Política Nacional de Saúde Auditiva instituída em 2004 permitiu um grande avanço no acesso ao diagnóstico e aparelhos de amplificação sonora, porém, ainda há um grande desafio para a real inclusão social.

A população atendida na APADAS é 100% SUS e sua grande maioria é atendida na rede SUAS recebendo o BPC na escola e outros benefícios. Caracteriza-se por 70% de famílias com nível sócio econômico cultural baixo, com pouca ou nenhuma condição de manutenção das baterias dos aparelhos auditivos (custo mensal de cerca de R$20,00), com dificuldade para vir sistematicamente aos vários atendimentos de reabilitação agendados duas ou três vezes por semana, com baixa compreensão de leitura o que dificulta o acompanhamento escolar de seus filhos e, ainda, com pouco ou nenhum acesso a atividades culturais que sejam facilitadores do desenvolvimento de linguagem e audição.

Estas características da população fazem com que a expectativa de desenvolvimento da criança e adolescente seja baixa e, consequentemente sua adesão ao processo de reabilitação com uso dos aparelhos de amplificação sonora também (taxa de 37% de faltas por mês, 20% de abandono do tratamento antes da alta e 60% de resultados de desenvolvimento de linguagem, audição e, consequentemente, escolar, abaixo do esperado para a idade auditiva).

O projeto visa a mudança do paradigma da desigualdade e incapacidade e resgata a concepção da pessoa com deficiência auditiva capaz de participar de maneira integral em todas as atividades de sua família e comunidade desde que compreendam e facilitem sua interação.

 

OBJETIVO GERAL

Garantir à criança e adolescente com deficiência auditiva o desenvolvimento e integração bio-psico-social  visando sua autonomia e participação ativa na sociedade.

 

Objetivos específicos:
-Atendendo à Diretriz V, este projeto visa fortalecer o vínculo familiar fragilizado pela dificuldade de comunicação com a criança e adolescente com deficiência auditiva permitindo à família a tomada de decisões consciente e participativa na educação de seus filhos. Visa o enriquecimento e fortalecimento da interação familiar, instrumentalizando a família para sua inclusão nas situações cotidianas de comunicação, contribuindo para sua inclusão ativa e participativa na família, escola e comunidade;

- Atendendo à Diretriz VI este projeto tem como objetivos específicos nesta vertente: 
1- favorecer a integração da criança e adolescente na escola e comunidade garantindo sua inclusão não só de direito mas de fato; 
2- possibilitar o desenvolvimento do letramento e da comunicação oral através do contar e representar estórias, do teatro e da música;
3- Permitir à criança e adolescente com DA o acesso à música, ao teatro e à literatura;
4- Permitir à criança e adolescente com DA a construção plena de sua identidade e sua integração bio- psico- social utilizando a música e a produção literária para contar e analisar criticamente suas experiências vividas e a importância de suas escolhas para as mudanças e metas que querem em suas vidas 

 

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES
1.TEATRO E LITERATURA – contar e (re)construir estórias.
Encontros semanais em grupos de até 10 crianças e adolescentes e suas famílias, com duração de 4 horas cada, contemplando atividades como palestras, grupos de convivência e troca de experiências oficinas de brincar, de músicas infantis e de roda, de contação de estórias, de teatro e de elaboração e interpretação de diferentes gêneros de produção escrita (jornal, e-mail, contos, folhetos, propagandas etc), oficinas de orientação vocacional.
Dando continuidade ao Projeto “Ora direis ouvir estrelas...”” (FUMCAD 2018), o foco no ano de 2019 será :
-3 a 7 anos: os pais contando estórias para os seus filhos. Estórias vividas, estórias imaginadas e da literatura infantil. Passeio externo (atendido e sua família) para visita às Bibliotecas Públicas de Sorocaba e além de assistir um teatro infantil como parte das atividades desenvolvidas durante o Projeto.
-7 a 17 anos : a construção de um livro de estória. Para isso terão workshops com escritores sorocabanos que contarão sobre o processo criativo. Passeio externo (atendido e sua família) para visita às Bibliotecas Públicas de Sorocaba e além de assistir um teatro juvenil como parte das atividades desenvolvidas durante o Projeto..
Todos participarão de uma exposição e tarde de autógrafos no final do ano com apresentação de seus livros. Pais e irmãos também participarão.

2. MÚSICA; tocar e cantar na (re)construção da estória da deficiência auditiva
Encontros semanais em grupos de até 20 crianças e adolescentes e suas famílias, com duração de 2 horas cada, contemplando atividades de musicalização com diferentes instrumentos e estilos musicais.
Ensaio semanal do Coral APADAS – “ouvindo estrelas” com participação das crianças e adolescentes e suas famílias. 
Será trabalhada a trilha sonora de todas as estórias lidas e contadas e o amadurecimento e diversificação do repertório do coral iniciado no projeto FUNCAD 2017 “Ouvir para Cantar e Contar.”. Em 2019, além do trabalho com os diferentes ritmos e propriedades acústicas da produção vocal haverá a introdução da experimentação acústica da produção instrumental e do ritmo corporal.

 

ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA
As atividades serão desenvolvidas na sede da APADAS e atendemos crianças e adolescentes vindos de todos os bairros de Sorocaba. Odos passam pela assistente social para verificar a necessidade e orientar para obtenção da isenção de pagamento do transporte público ou necessidade de transporte especial.

 

BENEFICIÁRIOS
Beneficiários Diretos (especificar): 
80 crianças e adolescentes com deficiência auditiva de 2 a 17 anos
Beneficiários Indiretos (especificar): 
80 famílias das crianças e adolescentes atendidos na APADAS

 

METODOLOGIA
Encontros semanais em grupos de até 10 crianças e adolescentes e suas famílias, com duração de 4 horas cada, contemplando atividades como palestras, grupos de convivência e troca de experiências oficinas.
Serão realizadas reuniões mensais da equipe do projeto com toda a equipe da APADAS para discussão do relatório de atividades mensal, planejamento do próximo mês e discussão das estratégias mais adequadas para as especificidades da população atendida pelo projeto. A profissional da APADAS responsável pelo projeto acompanhará as atividades desenvolvidas.
A frequência ao projeto será monitorada sendo esperado mais que 90% de presença, esse monitoramento da frequência será feito através de lista de presença. Caso alguma família não esteja alcançando esta meta, será convocada para comparecer no serviço social da APADAS para justificar as faltas. Caso necessário o CRAS da região será acionado para apoio a família.
Serão aplicados pela equipe de profissionais da APADAS, questionários bimestrais e protocolos de avaliação internacionalmente aceitos e validados para o Português. Os protocolos já vêm sendo aplicados nos últimos 3 anos na APADAS, para avaliação do desenvolvimento da audição, linguagem e leitura. Os questionários terão como objetivo avaliar a qualidade de vida, expectativas e participação da família, para que possamos verificar o impacto do Projeto no desempenho das crianças e adolescentes, observando principalmente quanto ao ritmo de desenvolvimento dos pacientes atendidos.

 

ITENS FINANCIADOS PELO PROJETO
Musicista (1) – 20hs semanais
Pedagogas (2)- 40hs semanais
Materias pedagógicos
Livros 
Instrumentos musicais

 

TOTAL DO RECURSO (anual): R$ 153.097,00
 

 

 

Please reload

Faça seu imposto virar solidariedade

A legislação do Imposto de Renda permite também a destinação de impostos de pessoas jurídicas optantes pelo Lucro Real, deduzindo 1% sobre o Imposto de Renda devido. Aqueles contribuintes que pagam o carnê-leão, como, médicos, dentistas e até mesmo proprietários de imóveis que recebem aluguéis, também podem fazer a doação e descontar desse pagamento.

Pessoa Jurídica

Pessoas físicas podem destinar até 6% do Imposto de Renda devido, para o FUNCAD, podendo o contribuinte indicar qual a instituição que vai receber essa destinação, que pode ser feita via boleto ou por depósito em conta.

 

Para saber o valor que pode ser destinado, basta ver quanto foi o total de imposto devido na declaração do ano passado e calcular 6% desse valor, a partir desse cálculo é possível definir o valor aproximado que poderá doar e abater do IR na próxima declaração feita no modelo completo.

Pessoa Física

Ao realizar a destinação, é fundamental que o contribuinte informe ao CMDCA para a obtenção do recibo. Isso pode ser feito de duas formas:

 

  1. Ir até a sede do CMDCA levando o comprovante de depósito, tranferência ou boleto pago.

  2. Enviar as cópias digitalizadas do comprovante de depósito, tranferência ou boleto pago, juntamente com o nome completo, número do CPF/CNPJ e endereço para correspondência no e-mail: contato@cmdcasorocaba.org.br e receber o recibo pelo correio.

 

Essa informação deverá ser feita ao Conselho, até dia 15 de fevereiro do ano seguinte ao da destinação, para que o CMDCA possa informar a Receita Federal.

Via boleto bancário

Como fazer sua destinação

Gere um boleto clicando no botão a seguir e pague-o da forma que preferir, ou faça o seu depósito ou transferência bancária.

 

Após realizada a destinação, é muito importante que não se esqueça de enviar seu comprovante de pagamento ou de depósito para o CMDCA.

Banco do Brasil

Agência: 2923-8

Conta Corrente: 34.677-2

Fundo dos Direitos  da Criança e do Adolescente

CNPJ: 17.999.107/0001-98

Via depósito ou transferência

 

Clique aqui para gerar seu boleto

Nossas crianças agradecem...

Todos os direitos reservados ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Sorocaba.